Compartilhe:



Obras prometem transformar a Área Portuária de Santana em uma das mais relevantes na economia da Amazônia

A Prefeitura de Santana trabalha na revitalização e modernização de toda a área portuária da cidade. Projetos tais como: Projeto Orla, Porto das Docas, Novo Porto de Combustível, Porto do DNIT e o Porto da Zamin, já estão em processo de planejamento.

Projeto Orla:

Trata-se da urbanização e paisagismo na orla de Santana, entre o terminal pesqueiro e o porto do Grego. A obra será possível através de emenda do senador Davi Alcolumbre, no valor aproximado de R$ 60 milhões. A Codevasf será a empresa responsável pela obra, que deverá iniciar entre 2022 e 2023.

Porto das Docas:

Haverá um leilão no dia 13 de agosto, na Bolsa de Valores de São Paulo, referente a uma área que está sendo usada pela empresa de grãos Caramuru, que possui um contrato temporário e tem 3 silos construídos na referida área. A tendência é que a própria Caramuru arremate a área, obtendo uma concessão de uso por 25 anos.

Novo porto de combustível:

O contrato foi assinado nesta quarta-feira, 07 de julho, em Brasília, mas ainda necessita de licença ambiental e outras providências. Esse porto será construído na orla do rio Amazonas, numa localidade conhecida como Padre Inácio, entre a foz do rio Vila Nova e a foz do rio Matapi. Haverá uma estrada ligando esse porto com a rodovia Santana-Mazagão, entre as pontes do Matapi e do Anauerapucu. A movimentação de combustíveis, vindos do exterior até esse porto, será feita através de navios, com transbordo através de balsas, para os demais estados da Amazônia.

Nessa mesma região do Padre Inácio está prevista a construção de outro terminal para granel sólido (grãos). O contrato deverá ser assinado nos próximos meses e o início da construção ainda não tem previsão.

Porto do DNIT:

O projeto já está pronto, avaliado em R$ 12 milhões. Com reforço de emenda do senador Randolfe Rodrigues, o DNIT vai construir um terminal de passageiros moderno ao lado do porto do Grego, área que já foi doada por lei municipal.

Porto da Zamin:

Há informações preliminares de que investidores de um consórcio de empresas estão planejando a retomada do porto de minérios e da ferrovia. Não há ainda informação oficial sobre isso, nem previsão de prazos.

A Prefeitura Municipal de Santana busca trazer de volta esperança e prosperidade para o município, trazendo mais empregos e colocando a cidade como importante centro de logística da Amazônia, gerando mais oportunidades para o cidadão santanense.




Deixe seu Comentário